Fundação Maitreya
 
Natal Feliz

de Maria Ferreira da Silva

em 02 Dez 2022

  Perante tanta adversidade à paz no mundo, parece uma hipocrisia uma declaração de felicidade para esta época natalícia, pois muitos seres humanos estão debaixo de fogo dos misseis, sem as necessidades básicas, como a água, a electricidade para se aquecerem num inverno gelado, sem a luz do dia, escondidos em subterrâneos como criminosos. Será difícil sentir alegria, mesmo numa época religiosamente festiva, para comemorar o nascimento daquele que se sacrificou para dar a “Luz ao mundo”. É, contudo, baseando-se neste Ser, o Cristo que se faz a guerra invocando (assim o fazem os dirigentes russos) as bênçãos cristãs. Pobre humanidade!

Mas o Natal não é só festa social e religiosa, se for encontrado em cada um a verdadeira remissão ou transfiguração interna e espiritual, seguindo então, Aquele que veio dar exemplos de determinação num caminho para a Unidade. Essa paz e felicidade pode ser encontrada pela realização espiritual, internamente, mesmo no meio do caos.

Não é por ser Natal, onde a superficialidade sobressai, pois pouco se liga ao aspecto religioso, que se pode esquecer as barbaridades dos homens, que sob a capa do poder político ameaçam a humanidade, pondo como razão o bem-estar do seu povo. Porém, na maior parte dos casos, esse mesmo povo é condicionado nas liberdades, exactamente pela repressão política; são paradoxos e mentiras descaradas nas quais já ninguém acredita.

Mas basta de calamidades, para nos concentrarmos no verdadeiro sentido do Natal, o nascimento de um Ser abençoado, através do qual a humanidade teve o privilégio de poder evoluir espiritualmente, tendo como premissa a descida desta Luz que nos trouxe esse grande Ser, Jesus Cristo. Esse é o verdadeiro Natal: comungar e realizar Cristo internamente. Passados dois mil anos ainda é válido o seu exemplo de Amor e Compaixão, e todos o podem seguir.

Esta civilização não passará sem os que vieram preparados, realizem esta prerrogativa espiritual para poderem avançar para outras etapas, pois a via é infinita. Nesta vida, enquanto aqui peregrinamos teremos muito a realizar, quer humana, quer espiritualmente, porém, não podemos dar saltos na evolução, mas prosseguir gradualmente, sendo sempre cada vez maior, a integração no Divino. Foi o que o Cristo nos veio ensinar.

Votos de um Natal Crístico para Todos.
   


® http://www.fundacaomaitreya.com

Impresso em 21/6/2024 às 6:15

© 2004-2024, Todos os direitos reservados